Expressões Sagradas do Divino
Na Linguagem do Antigo Testamento

line
Chaves de 
 Enoch®
Visão Geral
A oração
Doação
Catálogo 
 Online
Artigos
Meditação e 
  Oração
História 
 Futura
Visões 
 Pessoais
Pedidos 
 Postais
Gizé
Mensagem
Transmissão  
 de Áudio
Evento 2012


Por favor, não levem esta lista para outros locais na Internet. Se vocês estiverem interessados em usá-la, façam um vínculo (link) para o nossa página na Internet.

Este estudo está associado ao
Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch® e é apresentado como um estudo ecumênico. Para outras expressões em outras línguas, vejam também as nossas páginas que provêm estudos adicionais com expressões do Divino em hebraico-aramaico e védico-sânscrito

O propósito desta página é permitir aos que pertencem à herança judaico-cristã reconhecer os Nomes e Atributos Divinos através de todas as Escrituras. Antes de estudarmos esta seção, precisamos reconhecer que existem mais de 24 Expressões Divinas básicas em grego.

Lembrem-se que estas palavras são sagradas e devem ser tratadas com respeito.


1 ALPHA KAI OMEGA (grego): “Alfa e Ômega” ou “Início e Fim”.

As palavras sagradas da pronunciação cósmica de unidade do antigo programa da criação que está sendo enrolado e entregue ao novo programa do Pai Divino através do Cristo Ressuscitado, que se evidencia na Revelação de João, o Divino, (22:12) através de palavras de Bênçãos aos santos.

Ó Divino Alpha Kai Omega, que as mudanças no mundo inferior não afastem os meus olhos dos sinais nos céus, que enfatizam não tanto a morte do mundo antigo, mas a vinda de uma nova criação no céu e na terra pela qual o Cristo Ressuscitado seja visto em toda a sua Glória.

Amen.

2 ANGELOS THEOU (grego): “Anjo de Deus”.

Os anjos são os Mensageiros. Na fase final da escatologia (ensinamento final sobre as mudanças planetárias), o Novo Testamento (Mateus 24:30-31) descreve a verdadeira visão destes genuínos mensageiros, que reunirão os eleitos dos quatro cantos da Terra.

Ó Divino Angelos Theou, que a manifestação do Divino em toda a Sua Glória não pegue os justos despreparados para os sacrifícios que precisam fazer para a vinda das Legiões e para a Vitória sobre os poderes das trevas espirituais como sinais da exteriorização física da família Angélica junto com a teofania de Cristo.

Amen.

3 ARTOS (grego): “Pão (fermentado)” ou “O Pão da Vida”.

No Novo Testamento, Jesus se proclamou como “O Pão da Vida” e transmitiu isto ao partilhar o pão como a Santa Eucaristia (Mateus 26:26). Depois da Ressurreição (simbolicamente após o caminho para Emaús), ao partilhar o pão (Lucas 24:20) ele mostrou a sua Divindade na transformação do pão no Pão da vida.

Ó Artos, que o Teu precioso Corpo seja restaurado dentro de mim até a própria estrutura do meu DNA, na plena reconstrução do meu corpo físico célula por célula no sentido do Teu glorioso Corpo de Luz de modo que eu possa partilhar da Substância Divina na presença das Legiões.

Amen.

4 BASILEIA TON OURANON (grego). “Reino dos Céus”.

O Novo Testamento tem nos dado um entendimento do Reino dos Céus (plural), que abarca muitos reinos, isto é, mais do que um céu ou reino de Glória. Isto variará do “terceiro céu” proclamado pelo apóstolo Paulo na correspondência de 2 Coríntios (12:1-7) até a jornada ao “sétimo céu” também proclamada nos antigos escritos cristãos intitulados Ascensão de Isaías.

Que a vida futura na Basileia Ton Ouranon revele os muitos céus e as muitas realidades e possamos receber o testemunho do grande Apóstolo Paulo, que nos relembra a grande criação por trás das limitações dos três níveis do nosso universo local.

Amen.

5 DIATHEKE (grego): “Aliança”.

A palavra grega em Hebreus 9:16 para a "Brith" hebraica é o sinal do plano de Deus de diálogo e redenção junto ao Seu povo. A Aliança no Novo Testamento está associada ao veículo triunfante da natureza de Cristo. O escritor do livro de Hebreus (7:22; 8:6,8,9; 9:4) emprega a palavra no sentido de Jeremias 31:31-34 no Antigo Testamento, que menciona o relato de Moisés da Arca da Aliança.

Ó Divino, que a Diatheke entre Ti e o Teu povo nos recorde o nosso trabalho de sermos a Luz para as nações na vivificação do Teu Reino neste mundo. Que a Tua Aliança una todas as Alianças junto a Ti, que és o Absoluto, Supremo e Definitivo.

Amen.

6 DOXA THEOU (grego): “Glória de Deus”.

No Novo Testamento (Revelação 19:7), a expressão sagrada é usada para proclamar o matrimônio ou casamento final entre os santos na Terra (a noiva) e o Cristo (o Noivo) junto com a família celeste.

Que a Doxa Theou, a Glória de Deus, manifeste uma nova doxologia de nomes e música sagrados para o casamento do Cristo e a Noiva com a vinda da família celestial dos filhos e filhas de Luz. Ó Divina Trindade, prepara-nos para a câmara de núpcias dos nossos corações. Prepara-nos para o casamento de poder e beleza.

Amen.

7 EGO EIME ANASTASIS (grego): “Eu Sou a Ressurreição”.

As palavras de triunfo do Cristo Ressuscitado anunciadas na Revelação de João, o Divino (João 11:25). O ensinamento da transposição do véu do espaço e tempo e da experiência auto-realizada dos mundos superiores do Divino através da ascensão e transformação físicas.

Ó Cristo Eterno, que a expressão sagrada Ego Eime Anastasis alinhe o nosso corpo de osso e carne com o Corpo de Luz e com a promessa de Ressurreição. Do núcleo do Teu amor e da Luz Viva do Pai, que as células dentro do meu corpo sejam iluminadas pelo relâmpago e a minha alma seja despertada ao seu direito de nascença reivindicado de trânsito pelo universo através da Vitória sobre a morte.

Amen.

8 EGO EIME HO THEOS ABRAHAM KAI HO THEOS ISAAK KAI HO THEOS JAKOB (grego): “EU SOU o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó”.

A afirmação do poder trino da Divindade manifestando a paternidade da semente adâmica em todos os povos enxertados na mensagem de Abraão, Isaque e Jacó (Mateus 22:32). Aqui o Novo Testamento está oculto no Antigo Testamento e o Antigo Testamento se revela no Novo.

Ó Divino Ego Eime Ho Theos Abraham Kai Ho Theos Isaak Kai Ho Theos Jakob, Tu és o Múltiplo e o Uno. Que o mistério do Teu poder manifestado no desdobramento do Teu programa semente através dos patriarcas e profetas nos lembre o poder do mistério triplo de como a Tua Família Divina trabalha por todo o universo. Que a glória da trindade manifestada na aparição de Jesus, Moisés e Elias nos ajude a entender a glória dimensional da Tua família.

Amen.

9 EULOGAYMENOS HO ERCHOMENOS EN ONOMATI KURTOU (grego): “Bendito é aquele que vem em Nome do Senhor”.

A proclamação (Mateus 21:9) dos profetas na linguagem do Novo Testamento no sentido de refletir a vinda do Cristo como Yoshua que vem em Nome de Yahweh, como o Príncipe Ungido da Paz.

Eulogaymenos Ho Erchomenos En Onomati Kurtou, lembra-nos da Paz Eterna que nos liberta. Ó Príncipe Divino da Paz, o Teu governo brota na nossa existência à medida que os nossos braços e corações se abrem para abraçar toda a Criação. Sê Bendito para Sempre.

Amen.

10 HAGIOS PNEUMA (grego): “O Espírito Santo”.

A Manifestação Invisível da Divindade como o Espírito que se pronunciou através de Isaías e dos profetas (Atos 28:25) e manifesta a Morada do Pai Eterno e do Filho Eterno conhecido como a Fonte para a Regeneração e para a Vida Eterna.

Vem, ó Espírito Santo, e manifesta os Dons da Vida Eterna e a Linguagem de Luz, como no Pentecostes. Que o Teu Poder manifeste o derramamento dos Teus Dons entre todos os que buscam o significado da vida e a ativação dos santos, para que o pleno Trabalho de Luz seja realizado neste mundo e em união com a família angélica no próximo Mundo Morada do Universo.

Amen.

11 HO CHRISTOS (grego): “O Cristo”.

O termo grego para o Ungido ou o Libertador que vem do Pai Divino romper os grilhões da morte e libertar os cativos. O título encontrado várias vezes na versão grega do Antigo Testamento (Septuaginta) aparece pela primeira vez em Mateus 2:4 numa pergunta dos escribas e sacerdotes.

Ó Ho Christos, possamos nós, os Teus Christopheroi, “portadores do Cristo”, unir céu e terra pela nossa harmonia contigo. Derrama o Teu Poder e Vontade para agirem no sentido de formar a grande Luz a partir de todas as Luzes na abertura dos corações da humanidade ao Teu Plano de Libertação e Vida nos mundos superiores de Luz.

Amen.

12 HO THEOS (grego): “O Deus”.

O Novo Testamento grego usa esta expressão singular da palavra Deus, que algumas vezes aparece no plural (ho Theoi). O plural é usado para o hebraico “Elohim” ou o aramaico "Elahin", que é usado várias vezes no Antigo e Novo Testamentos para indicar os diferentes níveis de divindade experimental nos outros reinos, subordinados ao verdadeiro Deus (YHWH). No livro de Daniel, a palavra plural para Deus é usada treze vezes (Daniel 2:47). Jesus fala aos seus ouvintes em João 10:34,35, "Eu disse: Vós sois deuses", sugerindo que os santos são deuses embrionários. Embora geralmente se utilize a forma singular, ela é normalmente expandida com expressões tais como [Ho] Theos [Ho] Aiônios — o Deus Eterno, e Ho Theos Ho Hypsistos — o Deus Altíssimo.

Ó Ho Theos Ho Hypsistos, no interior da Divindade Suprema, permite-nos compreender a estrutura da natureza do Infinito. Concede-nos, das Tuas Formas-Pensamento Divinas e expressões de Eternidade, o que precisamos a cada dia. Abençoa os que buscam o seu destino celestial.

Amen.

13 KATHEGETES (Grego): “Guia” or “Líder”.

As palavras do livro de Mateus 23:10 do Antigo Testamento é uma expressão da liderança de Ofícios entre O Pai e o Filho Ungido. A referência é ao trabalho e ao Ofício do Cristo, que está com o Divino na orientação de toda a Criação.

Ó Divino Kathegetes, Tu estás acima de toda a criação e rivais. Que as Tuas miríades de hierarquias auxiliem a terra que pisamos e exalte o nosso novo corpo de carne com um novo Corpo da Tua Luz. Que o Teu Amor e Sabedoria vindos do Teu Trono gerem nos nossos corpos frágeis um novo Corpo com o Fulgor e Força de um diamante refletindo o Cristo.

Amen.

14 LITHOS AKROGONIAIOS (grego): “Pedra Angular”.

A expressão para o Corpo de Luz de Cristo como a estrutura arquitetônica entre a pedra da terra física e o Templo celestial (1 Pedro 2:6). Ele exemplifica a ligação geométrica entre o corpo da humanidade e o Corpo do Filho da Humanidade Crística.

Ó Divino Lithos Akrogoniaios, que todos os vórtices que se ligam às estrelas e planetas convirjam em torno da pedra angular que liga todos os Templos e lugares de louvor ao Templo maior na nova criação da humanidade. Ó Filho de Luz, cria em nós um coração limpo de cooperação divina para que os nossos muitos eus possam se tornar o Templo vivo de uma única voz, uma única ação.

Amen.

15 LOGOS THEOU (grego): “Palavra de Deus”.

Uma expressão sagrada para A Palavra de Deus que é viva e exerce poder conforme nos é dito “no início era A Palavra, e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus” (João 1:1). Ela também se expressa no contexto no livro de Hebreus (4:12) do Novo Testamento para mostrar a ponte entre a alma e o espírito.

Ó Logos Theou, perdoa a nossa falta de Conhecimento e concede-nos Sabedoria e Entendimento para podermos unificar a nossa alma e espírito. O Teu poder de Logos é uma força sustentadora para a criação física, oculta no passado e revelada no futuro desdobramento, sem fronteiras, da Tua Luz sustentadora.

Amen.

16 PANTAKRATOR. (Grego) “Todo-Poderoso”.

Título sagrado usado no Novo Testamento (Revelação 15:3) para o Todo-Poderoso que é "Shaddai" em hebraico. A magnífica presença da forma vitoriosa da Divindade na superação das hierarquias inferiores do mundo.

(Ver também At 19:20; Ef 1:19; 6:10; Cl 1:11; 1Pd 4:11, 5:11; Rev 1:6)

Ó Pantakrator, da Tua impressionante Luz Divina, compartilha a Glória do nosso direito de nascença, trazendo de volta a Luz e o Som Sagrado ao nosso corpo, pelo qual possamos ascender ao Teu Reino de super-tempo e super-espaço e, daí, à Casa de Muitas Moradas.

Amen.

17 PAROUSIA (grego): “Presença”, mencionada como o “Retorno de Cristo”.

Desde a sua primeira aparição em Mateus 24:3 até a sua última ocorrência em 1 João 2:28, a palavra sagrada é usada para o testemunho sagrado do Filho do Homem juntamente com as suas Legiões angélicas. Usada também depois do Novo Testamento para indicar a chegada das Legiões Divinas do Cristo triunfante nesta dimensão terrestre no fim do ciclo planetário.

Ó Parousia Divina, que o grande Poder e a Força Vital da Família de Cristo no universo manifestem os níveis maiores de energia para ajudar a fortalecer as nossas estratégias de Paz na elevação deste ciclo cósmico de volta ao Avanço do Infinito.

Amen.

18 PARAKLETOS (Grego) “Intercessor”, “Consolador”, “Advogado” ou “Confortador”.

Quer mencionemos o livro de João (14:16, 26; 15:26; 16:2), onde somos informados a respeito do Confortador, quer mencionemos o livro de 1 João (2:1), onde é normalmente traduzido como Advogado, o Espírito do Divino como o Espírito Santo pode estar conosco para auxiliar o nosso trabalho espiritual.

Ó Paracletos Divino, conforta-nos e dá testemunho junto ao nosso espírito de que podemos crescer e nos desenvolver como seres cósmicos através da Tua Luz e iluminação todos os dias. Pela iluminação das necessidades da vida, possamos compartilhar a Tua Paz Eterna com todos os seres sencientes, primeiro ocultos e depois revelados em cada letra do Teu Amor.

Amen.

19 PNEUMA KYRIOU (grego): “Espírito do Senhor”.

No Novo Testamento (Atos 8:39; 2Cr 3:17), a visão do Espírito que provê o Caminho para a Vida Eterna. Este Espírito está também presente na matemática universal e na música celestial ou no coro musical, e à medida que ouvimos a respeito da Canção de Moisés (Antigo Testamento) junto com o Cântico do Cordeiro (Novo Testamento), ele se torna a nossa canção e o Espírito do Divino que pode habitar em nós.

Ó Pneuma Kyriou, ativa o Espírito da harpa dentro do meu coração para que a cada batida do coração possamos compor a música das esferas dentro dos nossos corpos e possamos criar um novo corpo com as Tuas Vibrações mais sutis. Compõe o nosso espaço e tempo internos no sentido do nosso universo interno pelo qual consigamos contemplar a Tua Grandiosidade e o Teu Amor.

Amen.

20 PROTOTOKON (Grego): “Primogênito”.

Uma expressão sagrada da antropologia espiritual associada ao nascimento do Filho Eterno como o primeiro exemplo do Homem celestial codificado dentro do experimento da semente adâmica (Hebreus 1:6). A expressão da verdadeira origem da semente adâmica nos mundos superiores antes de este mundo ter vindo à existência.

Ó Prototokon, que a Tua presença como Filho Divino manifeste a verdade sobre a nossa identidade e origem cósmica na família da criação superior, na Tua Imagem e Similitude. Que a Tua natureza preciosa nos ajude a reclamar o nosso direito de nascença e a nossa origem junto aos irmãos e irmãs dos mundos superiores.

Amen.

21 SOMA CHRISTOU (grego): “Corpo de Cristo”.

O Corpo de Jesus Cristo, que exemplificou a parceria entre Homem e Deus. O Corpo que é vestido pela celebração do Corpo Eucarístico imanente de Glória interna, o “Soma”, que pela transubstanciação é compartilhado com o corpo dos fiéis de modo que ambos possam ser unos em Cristo (Lucas 22:19).

Ó Divino Soma Christou, permite-nos vestir a plenitude de Cristo para podermos resistir à corrupção, adquirir a integridade e manifestar a Tua Palavra como um poder luminoso num mundo de caos. Que o meu corpo receba a Luz do Teu corpo, que ouve o Logos universal e sente a Tua Presença Divina realizar os milagres neste corpo de pó, que será vivificado para a vida cósmica.

Amen.

22 SOPHIA CHRISTOU (grego): “Sabedoria de Cristo”.

No contexto do judaísmo e cristianismo místico, a “Sabedoria” é vista como a natureza feminina do Divino estendida à criação. No Novo Testamento, o despertar e ascensão finais à natureza feminina ocorre com o renascimento da natureza “Virgem” dentro dos fiéis (Revelação 3:4), conduzindo ao casamento entre a Natureza Crística e a noiva celestial (Revelação 21:2).

Ó Sophia Christou Divina, emana do Repositório dos Teus Pensamentos o Poder para sustentar a natureza Virgem interna de modo a sustentar toda vida de acordo com a Tua Imagem. Que o poder da Sophia Celestial seja a reunião universal das mentes no sentido da mente quântica do Cristo Cósmico. Que a mente e o entendimento racionais se subordinem como servos do Teu Espírito Supremo, a Sabedoria por trás de cada forma que é selada na Fé e na Verdade.

Amen.

23 SOTAR (grego): “Salvador” or “Libertador”.

Nos Evangelhos do Novo Testamento (Lucas 1:47; 2:11) e nas Epístolas (2 Pedro 1:1; 2:20), o Salvador é aquele que cumpre o Ofício Messiânico e manifesta o significado dos mistérios da vida para os santos de modo que eles possam co-criar nesta vida e nos novos céus.

Ó Divino Sotar, que a Tua presença ative a minha natureza adormecida e que a canção das Tuas palavras embelezem e despertem a minha alma num Espírito Vivente. Fortalece o Teu povo de modo que ele se torne imensamente alegre no trabalho de vivificação dos vivos e dos mortos, e estes sejam levados de volta à Luz e à Glória da nossa Casa de Muitas Moradas.

Amen.

24 THEOS PNEUMATION TON PROPHAYTON (grego): “Deus dos espíritos dos Profetas” ou “Deus das expressões inspiradas dos Profetas”.

Uma pronunciação sagrada para o Novo Testamento (Revelação 22:6), assinalando a Verdadeira Inspiração por trás dos profetas que proclamam a era da Revelação. A realidade da verdadeira Fonte de Poder: Deus, atuando através dos que contemplaram a Glória Maior e o Corpo de Luz.

Ó Theos Pneumation Ton Prophayton, que as Tuas expressões santas e consagradas dêem força às letras e geometrias das Tuas Palavras para que elas possam efetuar mudanças como os princípios regentes deste universo. Que as Tuas palavras expandam o Teu conhecimento e sabedoria de planeta em planeta, de galáxia a supergaláxia, na superação das nossas limitações, que nos separam do Cristo e dos filhos e filhas celestiais de Luz. Que as Palavras sagradas refinadas no Teu sopro conduzam a natureza corrupta à Natureza Divina que Tu planejaste para nós como instrutores adâmicos na Vida Eterna.

Amen.


Como o nosso trabalho é ecumênico, para outras expressões em outras línguas, vejam: <hebraico-aramaico> |||meditpray_hebrew_port.txt|||, <védico-sânscrito> |||meditpray_vedic_port.txt|||.

Se vocês estão interessados em ouvir algumas destas expressões em forma de Liturgia, nós os convidamos a experienciar a nossa gravação intitulada:

<Sacred Liturgy> (Liturgia Sagrada) |||catalog_music_port.txt|||.


Por favor, não levem esta lista para outros locais na Internet, nem a transcrevam ou a utilizem em aparelhos de áudio e vídeo.

Se vocês estiverem interessados em usá-la, façam um vínculo (link) para o nossa página na Internet.

copyright
© 1973, 1998 de J.J. Hurtak

 

Brown Line

E-mail nos EUA ou itens e informação em português

©2000-2013   The Academy
Todos os directos reservados

Página atualizada pela última vez em 05/12/14